13 de jan de 2018

Segundo Serasa Experian, pedidos de recuperação judicial diminuem 23,8% em 2017

O Indicador Serasa Experian de Falências e Recuperações detalhou que em 2017 foram requeridos 1.420 pedidos para recuperações judiciais, um número 23,8% menor do que os apresentados em 2016, quando o resultado atingiu 1.863 pedidos, o maior para o acumulado do ano desde 2006, após a entrada em vigor da Nova Lei de Falências, de junho de 2005.
De acordo com os economistas do Serasa Experian, após ter sido atingido o recorde histórico de 2016, reflexo do auge do processo recessivo iniciado em 2014, os perdidos de recuperação judicial recuaram em 2017 influenciados pela queda contínua das taxas de juros e também pela retomada do crescimento econômico no país. As micro e pequenas empresas lideraram em 2017 os requerimentos para recuperação judicial, com 860 pedidos, seguidos pelas médias que foram 357 e pelas grandes empresas que totalizaram 203 requerimentos.
Na categórica análise mês a mês, o Indicador Serasa Experian constatou um aumento de 11,3% nas solicitações de recuperação judicial em dezembro de 2017 que foram 118 pedidos contra 106 de novembro do mesmo ano. Já na comparação entre dezembro de 2017 e dezembro de 2016, houve queda de 18,6%, de 118 para 145. Nesta verificação mensal de dezembro, as micro e pequenas empresas também ficaram na frente com 83 requerimentos, seguidos pelas médias empresas com 26 e as grande com 9.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blog de Fernando Oliveira - Notícia, opinião e política.